.

Thursday, February 23, 2012

Tempo perdido

O tempo é uma dessas coisas relativas que tem a capacidade de tornar todo o resto relativo também. Vamos aos fatos: os cinco minutos na sala de espera do médico são infinitamente mais longos que os 30 minutos mergulhada no fundo do mar. Um ano de namoro às vezes parecem cinco dias, e cinco dias conhecendo alguém te dão a impressão de conhecer algumas pessoas há mais de uma década. O tempo é assim: mágico.
O tempo tem o poder de aproximar famílias, de consertar besteiras, de curar uma gripe, de fazer seu salário chegar na sua conta. O tempo te faz perceber melhor que a fome que você acha que sente não é tão grande e que aquele livro que você tinha que estudar não é tão chato assim.
Mas o tempo também consegue afastar amigos, ocupar gente que você gosta e sente falta. O tempo é capaz de te provar por A mais B que as pessoas não podem e não devem ser julgadas porque as vezes quando você mais está sozinha e precisando de apoio alguém a quem você não cedeu seu tempo vai se aproximar e te fazer rir com alguma piada boba. E vai também te mostrar que aquelas pessoas com quem você esperava contar estão sem tempo. Paciência. O tempo não é o mesmo para todo mundo.
E é tempo... é tempo de aceitar que o tempo faz as coisas mudarem.
"Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido"

3 comments:

Tatiana said...

Kinha, que blog lindo! Já conhecia mas só agora tive "tempo" de te deixar um comentário. Nosso tempo pras coisas belas está ficando cada vez mais curto. Infelizmente.

Mel Andrade said...

Esse negócio de tempo é foda, uma arte nunca dominada por Melzinha.

Lost Samurai said...

"Time is on my side (Yes it is)"
O tempo é realmente mágico. Relativamente mágico.