.

Tuesday, November 24, 2009

Sobre pessoas

Texto escrito na madrugada do último sábado, mas que eu só tive tempo de postar hoje, pra variar.

Ainda sob efeito de uma noite no mínimo esquisita, num bar lotado, cheirado a cigarro, tequila (ainda que isso não seja de todo ruim) e patricinhas vou aqui lembrando de escrever para não deixar passar o medo de quando for a minha vez de apresentar monografias, não deixar de registrar minha titude "madura" fugindo das coisas e principalmente não esquecer que hoje , lá no tal bar filial do inferno, resolvi ser como Ascânio e comecei a observar as pessoas.
Tentava me apaixonar por elas pra tentar entender melhor. O resultado, é óbvio, foi um fracasso. Mas no meio de tanta confusão eu descobri figuras engraçadas como o cara de preto que dançava loucamente na beira do palco, a menina de vestido verde curto quase mostrando a bunda, que no alto do seu salto alto sorria cada vez que alguém falava com ela. Ou o homem de listras, na fila do caixa, sozinho, dando em cima toscamente de qualquer mulher que passava...ou..ou...

Em tempo:
Descobri ontem que não levo o menor jeito com pessoas. Vejo as coisas como eu quero e não sei lidar com ninguém. Mas paciência, sei que ainda assim sou uma gracinha birrenta e mal humorada.

3 comments:

Colombina said...

Eu achei que sabia, mas notei hoje que preciso aprender um pouco mais. Principalmente lidar com gente dissimulada...

Ócio do ofício!!!

Justine said...

Você é linda!
Também não tenho o mínimo jeito pra lidar com gente...não sei como fui amarrar meu jegue na psicologia. Enfim... belo texto, só espero que não volte como eu para casa: odiando mais as pessoas.

Iulo said...

Observe mais e crie estima por elas. Continue a seguir Ascânio