.

Thursday, November 12, 2009

Sim, eu sinto saudades, sinto falta, sinto sei lá o que. Não foi só um "namorico". Foram alguns muitos dias , um tanto de planos, de coisas compartilhadas, de sorrisos, de choro, de brigas pelo travesseiro, de apostas perdidas ou ganhas. Não foi só isso. Foi muito mais. E eu sinto falta sim. Mas essa confusão toda, não me deixa sentir mais nada. E lá estamos nós de novo a fase psicodeprimente deste blog.

"Socorro não estou sentindo nada
Nem medo ,nem calor, nem fogo
Não dá mais pra chorar, nem pra rir
Socorro alguma alma mesmo que penada
Me entregue suas penas
Já não sinto amor nem dor
Já não sinto nada
Socorro alguém me dê um coração
Que este já não bate nem apanha
Por favor, uma emoção pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta
Em tantos sentimentos deve ter algum que sirva..."

5 comments:

Colombina said...

começou...
vamo que vamo!!!

Iulo said...

Tudo faz falta, basta ter tido uma vez

Brisa Dalilla said...

Bom, toda vez que te encontrar posso oferecer um abraço e umas boas risadas, ok?

E dizer o velho clichê: passa...

Enquanto isso, continue escrevendo. Pelo menos comigo funciona, e de certa forma as coisas saem mais bonitas na dor...

:*

Mel Andrade said...

"Amores imperfeitos são as flores da estação..."
E é isso aew...

continue a nadar.

Justine said...

Sem emoção, não há vida. Só essa eterna incerteza que angustia.

Adorei seu blog...

Nesses espaços virtuais que me territorializo.

Prazer ;)

Ah! Eu tatuei cerejas em mim, e me arrependi, mas depois deste blog, acho que já gosto mais delas... A vida tem que ser "Rubra-rosada", como as cerejas.