.

Sunday, November 29, 2009

Another Day

Deixa eu ver como é que funciona... Sai de casa com aquela cara de nada de sempre, um jeans qualquer, blusa folgada pra esconder a barriguinha saliente, unhas recém pintadas de vermelho “puta”, um brinco de argola pra completar o falso estilo do “não estou nem aí pra estilo” e toca a andar pela Itabuna selvagem. Passa na frente de uma farmácia, ouve um vendedor lhe chamar de gostosa, tem vontade de rir da cara de pau e da mentira dele, mas segue o caminho. Entra na lanchonete pede uma coca-cola, se lembra e olha pra cima quase que automaticamente e lá está um terraço. Belo terraço. Segue a vida, desce uma ladeira pensando na coca-cola que vai fuder com seu estômago, a rua está vazia, vez ou outra passa um carro, e vamos andar. A essa altura a coca-cola já acabou e ela já tá bem perto do lugar que quer chegar, olha pros portões, estão fechados, volta pela rua de baixo, a mais movimentada da cidade, mas que em um domingo qualquer é só mais uma rua. Pastelaria de chinês aberta, segue a vida. Caixa eletrônico, banca de revista com a edição do jornal e uma ou outra matéria sua ali, chicletes de caixinha sabor tuti fruti, segue andando. Passa na frente de outro banco, bêbado sentado na calçada pede dinheiro, não tem mais nem pra ela, o último centavo foi pro chiclete, que ia perdendo o gosto tanto quanto ela. Ainda anda chega na sua rua, na porta de casa mais mendigos, abre o portão, sobe as escadas, senta na cama e chora. Tudo errado de novo, pra variar.

"Better to save the mystery than surrender to the secret"





6 comments:

July said...

Psiuuuu....
Estou aqui se precisar de alguém para conversar ou simplesmente fazer compania...
Acho que alguém aí precisa de uns chocollates que tal?
bjos bjos

Mel Andrade said...

Cokes fodem com a vida da gnt, aliás, acho que são a chave para o apocalipse. Prazer e destruição numa garrafinha.
Eu acho que esse domingo foi algo tipo "sair chegar lá fora e encontrar alguém que me oferecesse um colo, um ombro...
calor, tédio e ócio
isso é coisa do cão
acho que estou surreal e meu cérebro fundiu
enfim

no mais
"Rio que perde o chão é catarata"
lembre-se disso e é isso aew

Késsija said...
This comment has been removed by the author.
Késsija said...

kekinha posso dizer q te entendo e compreendo e o principal...nesses dias tão solitários:
TE AMO!
:D

Iulo said...

É isso. É um dia assim e a vida esbarra na sua cara. E fede vez ou outra, mas recompensa alguma coisa como a olhada pro tal terraço. Senti que alguma lembrança boa teve de lá

Colombina said...

La ela, doida!!!! Por isso digo: sair de casa é um erro. E tenho dito!