.

Wednesday, January 23, 2008

Coração quente, alma gelada.

Que eu sou um paradoxo todo mundo já sabe.Já fui chamada algumas vezes de pedrinha de gelo e outras vezes já fui acusada de me dar demais, de me envolver demais.Minha mãe uma vez me disse que eu era vóluvel e eu passei a acreditar nisso.Rani, um grande amigo,costumava me perguntar pq eu afastava as pessoas que gostavam de mim.E ontem eu li um texto que tratava de corações de gelo, e percebi que ao contrário do que sempre pensei eu não possuo um.Posso mesmo ser um iceberg,mas tenho um coração de fogo!Se é que isso pode existir sem duplas interpretações.O meu coração é quase um forno a lenha.É agitado demais.contece nele uma ferveção e acho que é por isso que mames me acha voluvel e Rani maluca.Poruqe acontece coisa demais nesse forno.Ingredientes demais.Eu permito que tudo tome uma proporção enorme, eu deixo que me conquistem, que me façam bem.O problema todo é que as vezes a lenha acaba.E é por isso que Rani diz que eu afasto todo mundo.Mas eu acho que o que acontece é que as pessoas não estão próximas de verdade.Então, eu não posso afastar ninguém.
Eu tenho um coração quente.Eu me permito isso o tempo todo.Eu me envolvo o tempo todo.Só que ao contrário do meu coração eu sou a tal pedrinha de gelo, a tal muralha.E o que eu to tentando explicar durante todo esse tempo é que de tão quente, de tão movimentado o meu coração e de tão fria e tão voluvel a minha alma, eu posso acabar metendo os pés pelas mãos e magoando pessoas legais.E eu não quero fazer isso.

1 comment:

sr.farsante said...

definitivamente vc ñ tem um coração de gelo. Possuidores de coração de gelo quase nunca permitem que pessoas tomem proporções enormes.
Uma certa inveja moça, eu ñ me envolvo, nunca me deixo ser conquistado e embora minha vida seja muito movimentada meu coração é um paradeiro só.
Taí o pq de se dar tanto valor aos poucos que conseguem entrar nesse terreno inabitado...
=] adorei seu texto