.

Tuesday, October 16, 2012

Oceans


Simplifique. Não é exatamente uma coisa fácil de se fazer, mas há de ser levado em conta um dia. Era simples com ela. Tinha aquela sapatilha de ponta que doía um pouco mais na hora de um outro rodopio. E na época do karatê aquela base lateral do quarto kata que acabava com o joelho, mas que era necessária se o objetivo era se equilibrar. No jiu era o jeitinho certo de sentar antes de colocar o armlock. Tudo muito difícil. Mas ficava fácil quando ela simplificava.
Na escola tinha aquela matriz cheia de zeros, que era só simplificar. E a contagem de mols, simplificando ficava mais fácil. A crase era mais fácil de achar se lembrasse da simplificação feita em sala de aula pela professora.
Tudo dói menos, tudo passa mais rápido se simplificar. Ela aprendeu isso a vida toda, não ia conseguir agora porque mesmo? Jogou fora as fórmulas e simplificou. O duende quem disse: “Primeiro vai piorar pra depois melhorar. É normal”. Simples assim.

"Hold tight the ring..."

2 comments:

Ezequias Viana said...

Eu também acho que seria melhor sempre simplificar as coisas, mas não é tão simples assim.

Antônio LaCarne said...

okay, isso foi escrito pra mim. rs

lindeza sempre, esse blog.

;)