.

Monday, March 12, 2012

Castelos de areia

Escrever, escrever, escrever. Um texto, um anúncio, um conto, uma novela, um roteiro de tcc. Escrever: vomitar os sentimentos, as insatisfações, as alegrias num pedaço de papel, num rascunho ou no bloco de notas. Escrever um livro. Começar com "era uma vez". Poder mudar o final, no final. Escrever.
Poder fingir que é ficção, botar pra fora os medos, as coisas que doem e que a gente tenta não transparecer. Escrever, é isso.

"Só uma coisa nos tira o sossego
É que apesar de sermos eternos
O medo é que neste fim sem fim
Seremos sugados pelo buraco negro"

2 comments:

said...

Escrever é um grito mudo, mas ele fala alto tudo o que vemos e sentimos.

beijos.

Antônio LaCarne said...

concordo, concordo, concordo.
sábias palavras.
escrever, escrever...

eu por exemplo, estou escrevendo um livro, hoje resolvi dedicar um pouco mais do meu tempo a isso.

acho que escrever é uma salvação que não salva, mas alivia.

:)