.

Monday, April 20, 2009

O colecionador ( Um conto)


Como ele podia ser tão cruel? Nem mesmo ele sabia responder. Juntou suas coisas, seus bilhões de chaveiros e as duas malas e disse tchau. Disse um tchau tão cheio de promessas, de esperanças, de saudades. Um tchau de quem diz " ei, eu estou voltando jajá, me espera!". E se foi. No meio do caminho comprou mais chaveiros. Era de fato um colecionador. Chegou ao seu destino, acomodou-se , deu noticias, e desejou boa noite. Um boa noite tão bonito e acolhedor. Um boa noite de quem diz : "sonha comigo porque em breve eu vou estar ai com você". Os dias se passaram, ele estava fazendo o que tinha ido fazer. Procurar mais chaveiros. Mais e mais chaveiros. E um dia deu noticias novamente. E deu tchau e boa noite .Um tchau e um boa noite que diziam de fato : "Não me espere mais,eu achei o que faltava. Agora tenho chaves".

O que ele não sabia é que além de chaveiros e chaves, faltava-lhe fechaduras. Quando notou, era tarde demais. Mas ele era, afinal, apenas um colecionador.

3 comments:

July said...

Adorei..me fez lembrar de alguém!!Parabéns você escreve muitoo bem!!

Rô Castro said...

Adorei seu conto.O mundo tá cheio de pessoas assim,que acumulam tudo ,sem uma razão.

Amanda Maron said...

Estava aqui me perguntando sobre o fim. Sobre ser apenas um colecionador.
No fundo essa é a chave (sem analogias rs).
Se você apenas coleciona, não existe função para a busca de chaves ou fechaduras.

Te amo.