.

Monday, March 09, 2009

Atravessando a rua


"já me matei faz muito tempo
me matei quando o tempo era escasso
e o que havia entre o tempo e o espaço
era o de sempre
nunca mesmo o sempre passo

morrer faz bem à vista e ao baço
melhora o ritmo do pulso e
clareia a alma

morrer de vez em quando
é a única coisa que me acalma " (Leminsk)



Pequenos goles de solidão e um medo enorme de atravessar a rua. Como se isso fosse o meu inconsciente me avisando que eu estou com medo de trocar o lado do passeio, atravessar a rua das coisas que aconteceram e me machucaram. Sim, acho que tenho medo do que me espera depois da faixa de pedestres.Talvez eu nem esteja mesmo preparada pra ir pra lá.

4 comments:

Mariana Andrade said...

Oxe, colé moral, vai atravessar a rua, ver o que é que tem do outro lado do arco íris, pá...? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Toh brincando, xu, talvez vc morra atropelada na faixa de pedestres, talvez atravesse fora, talvez precise andar alguns quarteirões ainda pra chegar onde tem que chegar. Mas se ficar parada na beira da pista as pessoas vão te confundir com uma ceguinha e te levar pra onde elas quiserem. E eu fico com a primeira opção.

=*

André said...

If you have fear, you can hold my hand, because I will be ALWAYS with you...

Lost Samurai said...

Nunca desanime. Toda caminhada começa com o primeiro passo. Pode parecer perigoso e te trazer o medo. Mas há muita força e coragem dentro de você. E tem os amigos...
E tem eu. Sempre. Indiscutivelmente.
Amo você!

Keka said...

Sei que tu não me conhece.Mas..
Como diz um proverbio chines. "Uma longa viagem começa com o primeiro passo." Voce não pode ter medo de da-lo, mesmo que as vezes essa atitude assuste, parada é que a gente nunca pode ficar.