.

Tuesday, February 17, 2009

Eu confesso.


Tenho borboletas no estômago. E tenho caraminholas na cabeça. E assim, sem muita explicação elas estão transformando minha vida numa guerra. De um lado a Erika que grita : " se joga muzenzaaaaaaaaaaa!!!" e do outro lado a Erika que berra e me cutuca : " Deixe de ser dementeeee e não pronuncie essa palavra!!!".

Tenho medo de carinho, tenho medo de felicidade. Tom Jobim que me justifica : " Tristeza não tem fim...Felicidade sim..."

Sério, acostumei-me àquela onda de felicidade momentanea que em um segundo desmorona e você não tem a menor idéia de onde veio a tempestade. Sim, eu sei que os meus bons poetas vão argumentar que a tristeza é necessária para que a felicidade seja reconhecida. Ótimo, não entrarei nesse mérito. Pessoas são tristes, pessoas são felizes, e pessoas são as duas coisas ao mesmo tempo porque , afinal, são pessoas. O fato é que ultimamente eu ando feliz. Felicidade esquisita, que independe de outras pessoas. Sim, eu sei que isso é um avanço inestimável e que minha terapeuta merece o Oscar por isso. Mas me deem licença, eu não estou acostumada a isso de "oi, solidão, vc me faz bem!". Claro que eu tenho pessoas legais por perto me fazendo sorrir, me fazendo pensar : " putz...ainda bem que eu te achei..."

O meu medo de carinho se resume agora a uma espécie de instinto de auto preservação, que sei que é saudável e que na hora certa vai desaparecer. Ou não.

O meu amigo e grande sábio Sabiah me deu um conselho sem nem saber pra que serviria, mas ele me disse : " Esqueça tudo essa semana, essa semana é carnaval, e no carnaval o mundo simplesmente pára de girar". É isso, decidi que nesse carnaval eu vou me esquecer de tudo, inclusive dos tais mecanismos de defesa...

"Acho que estou pedindo algo tão normal...

Felicidade é um bem natural

Uma, qualquer uma,

que pelo menos dure enquanto é carnaval..."

7 comments:

André said...

hummm!!! lembra de num eskecer de TUDO TUDO naum viu???
rs...
;)

bjus Pekena

Colombina said...

Hum....borboletas no estômago!!!
Já vi esse filme e não tem muito tempo...

hehehehe

Vaaaai sacana!!! Te conheço Erika Cotrim. hauhauhauhauhauaha
Bem...qualquer coisa, vc está na minha casa, já sei!!!

hauahuahauhhauhuahauhaa

Beijosejogagata!

Encosto de Betty Davis said...

"Eu recomendo ter o coração menosprezado por qualquer pessoa, eu recomendo andar nua pela sala de estar, engula-a (que pílula ruim), ela faz tão bem (nadando no seu estômago)... "



Amiga me adota no carnaval.

Lost Samurai said...

Então!
"Já vimos esse filme, sabemos como acaba. Explodem quase tudo, não sobra quase nada..." rsrs
Eu estou na torcida de "Erika que diz: - Se joga muzenzaaaaa".
Ah! E, entende agora porque eu queria uma cachorrinha chamada "Solidão"?
"oi, solidão, vc me faz bem!" [Erika Cotrim]
Pois é. É isso aí.
Beijosvainessapesteruimsejogue! kkk

Amanda Maron said...

"Bem...qualquer coisa, vc está na minha casa, já sei!!!"

É, Lai.
Na sua ou na minha.
Futuramente, na nossa.

VAMO NOOOOOOOOOIAAAAAR.

Raquel said...

Entrei no seu blog pq quando o vi linkado em outro, li "Meu mundo é uma cerveja".
Daí que fiquei horas e horas lendo e adorei.
SE JOOOOOOOOOOOGA, MENINA!!!
beijos

Mariana Andrade said...

Eu estou na torcida de "Erika que diz: - Se joga muzenzaaaaa"[2]

"Que o que você demora é o que o tempo leva..."
Pois então, D. Keka. Não espere esta corda bamba se desamarrar e carregar teu novo peluche. Rai ai