.

Wednesday, December 03, 2008

Bizarre love triangle.


Uma e meia da manhã. Que fique bem claro. Alguém ai, do outro lado do vidro, poderia, por obsequio, me informar porque desgraça (xingo mesmo!) as respostas não veem sempre prontas , as escolhas tomadas? E alguém poderia, por gentileza, me fazer o favor de não mudar a porcaria da pergunta?
Atenção amigos! Eu não gosto de escolher. Não me mandem escolher. Ou melhor. Repetindo ao pé da letra o que disse meia hora atrás : " A gente escolhe coisas. Pessoas simplesmente nos conquistam. E citando o meu amigo pequeno príncipe tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas, logo se me conquistarem eu serei responsável. Mas eu quero ter o direito de dizer "EU NÃO QUERO" ao invés de dizer " EU NÃO POSSO"."
Não levo mesmo jeito pra Colombina. Laísa minha cara, já que o baú é seu, tira de dentro dele uma máscara de figurante de peça teatral de rua e manda pra cá ' náu'.
Desabou o mundo em Itabuna, minha rua ta alagada master, raios caem a todo instante clareando o céu e me deixando apavorada, mas ainda assim o meu dia acabou em blues.
GOSTARIA DE DEIXAR BEM CLARO QUE :
"Every time I think of you
I get a shot right through
Into a bolt of blue
It's no problem of mine
But it's a problem I find
Living the life that I can't leave behind
There's no sense in telling me
The wisdom of a fool won't set you free
But that's the way that it goes
And it's what nobody knows
And every day my confusion grows
Every time I see you falling
I get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment
You'll say the words that I can't say
I feel fine and I feel good
I feel like I never should
Whenever I get this way
I just don't know what to say
Why can't we be ourselves like we were yesterday
I'm not sure what this could mean
I don't think you're what you seem
I do admit to myself
That if I hurt someone else
Then I'll never see just what we're meant to be
Every time I see you falling
I get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment
You'll say the words that I can't say
Every time I see you falling
I'll get down on my knees and pray
I'm waiting for that final moment
You'll say the words that I can't say"


NOTA MENTAL: Dessa vez eu botei pra lá na subliminaridade.

9 comments:

Lost Samurai said...

Abrir mão do direito da escolha? Ou não.
Quando algo te conquista e você cede aos encantos
Faz uma escolha. E mergulha entre risos e prantos.
Um sim implica em um não. Mesmo que se justifique pela conquista. Ser escolhido implica na decisão de aceitar a escolha. Isso não é também escolher? Vai saber. Chora a flor de cerejeira amedrontada. Mas se floresceu tem que escolher. Esquece o medo que a dor é inevitável.

Valerie said...

caprixou na subliminaridade forever...!!!
PS: adoro a musica!!

Colombina said...

Eh....botou pocando mesmo!!!

Seguinte honey...
Eu tinha abandonado meu bauzinho querido ha cerca de 1 ano saca?
Mas num eh que ele não consegue viver sem mim?
Uma Colombina será sempre uma Colombina....não tem jeito.
Vc sabe o que isso significa, mas dificilmente saberá viver isso com o mínimo de harmonia. E realmente é difícil... só pessoas mongolóides como eu mesmo pra encarar essas coisas.
Maaaas....se vc quiser, como boa amiga que sou, posso dah uma olhadinha no meu baú... andei revirando ele por aí, sabe? De repente posso achar alguma coisa legal pra vc.
Agora conselho? As máscaras são legais, bonitas, nos ajudam em diversas ocasiões...
Mas se tratando de coração, mon amour, nada de máscaras ok? Confusão é normal. Todo mundo tem direito de estar confuso. Não tenha pressa... aproveita o que der pra aproveitar, faz o que tu queres e na hora certa vc vai saber o que escolher.
Tudo na sua hora.

Beijomeligagata.

Vital said...

A foto é um espetáculo do mundo animal (Dá até uma música a la Zéu Brito), a música é show (tem várias versões legais)... E o q as pessoas devem fazer é levar a adiante, as respostas vem com o vento, Sempre tentando n se machucar nem machucar ninguem... "No fim tudo dá certo" (ditado universitário). Mesmo sem entender as subliminaridades agente tenta (cada um interpreta da forma q quiser!?!?!?!?!)

Amanda Maron said...

Sabe, amiga, subliminaridade não tem tanta importância quando sabemos as amigas confusas que temos. rá.
Gostaria de deixar bem claro que... somos todas colombinas (apesar de Laísa Eça ser a Grã-Sacerdotisa, Colombina Master).
E morreremos todas na imbecil tarefa de escolher entre o Pierrot e o Arlequim.
Monogamia é o ó.
Fato.

PS - eu sei quem é o gato gordo.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

α мσςα đα נαทєℓα said...

Sinônimos para BLUES:
1- Strip Teaser
2- Sexo
3- Strip e Sexo
4- Chupadinha da felina
5- Jojoba mode on.


Fudeu Pai.
Cotrim, I love you. Mesmo quando você canta pra mim: "tá namorando, tá namorando". beijomeliga.

α мσςα đα נαทєℓα said...

Eu também sei quem é o gato gordo.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

erika said...

Tá vendo como eu botei pra lá na subliminaridade? Nem vcs entenderam minhas caras parceiras. E Jana, o gato gordo é só um gato gordo.E Bizarre love triangle não é blues.

Izabela Hudson said...

Eu também sei quem é o gato gordo, lá lá lá lá lá !!!! rss
Achei tudo a foto!