.

Tuesday, November 11, 2008

sem paciecia pra bolar um titulo.

Impressionante como uma única palavrinha posta ou retirada de um determinado local pode estragar e melhorar teu dia. O conto de hoje é sobre isso. Bem vindos ao dia em que eu ganhei um manual de como ser canalha .
Ela recebeu um sinal e foi olhar a página pessoal dele. Se deparou com a mudança. Onde antes havia solteiro, simplesmente não havia mais nada. Instantaneamente um alarme dentro de sua cabeça começava a apitar enlouquecidamente e ela pensou em meio a todas aquelas sirenes: "se não é comigo..é com quem?".Correu os olhos pela tela do computador, e lá estava em letras coloridas : "meu primeiro e eterno amor..." Ah, façam -lhe o favor! Que tipo de gente se apaixona e julga aquele ser o primeiro, único e eterno amor? Bom, irritou-se como nunca dantes. O dia não estava sendo dos melhores, a começar pela pseudo-quase-briga com o melhor amigo, a farmácia que não entregava chocolates, e o cara gostosinho que definitivamente não estava dando muita trela pra falta do que fazer dela.E ainda mais aquilo. Desceu do salto, e lhe mandou um recado avisando que estava brava, chateada, e por que não? decepcionada.Acabou a noite tomando danone e no telefone com o cara gostosinho q afinal de contas sabe ser fofo e meigo de vez em quando.
Acordou com uma puta dor de cabeça, e entrou mal humorada num ônibus lotado. Conversou com o melhor amigo , que agora deve estar se achando o ultimo biscoito do pacote por estar sendo chamado de melhor amigo, voltou a sua reunião, e almoçou um sanduiche gorduroso.Mandou pro espaço a promessa de não beber mais coca cola. Ganhou um manual de como se tornar uma canalha em alto estilo e com classe, e foi substiuir uma amiga na gravação de um coisa que já fez ela vomitar duas vezes. Foi ai, que a sorte da nossa personagem começou a mudar. Lá sentadinha na sombra, lendo o seu manual um certo atirador de elite a observava. Mas outros o observavam, então ela se resguardou a sua insignificancia, ate o momento de pegar uma carona com o tal atirador, pai de 4 yorkshyres e de um passarinho cotó.
Ao chegar em casa, já a noite bem naquela hora em que não se tem mesmo o que fazer, passou mais uma vez pela mesma página de recados da noite anterior..e olha lá... A palavrinha "solteiro" havia voltado ao seu lugar de origem. Seja lá qual for a verdade..eu quero é mais.

nota mental : desconsiderem as olheiras na foto.

4 comments:

Náhira Brunelle said...

Primeira vez que passo por esse blog. Você escreve muito bem, parabéns!

Bem, não deixe que palavrinha alguma estrague o seu dia! Nada nem ninguém tem esse direito! Viva para você e não para os outros. Quem merece prioridade é você e mais ninguém! Ame, cante, curta, dance, chore, sorria.... VIVA! Sem esperar pelo amanhã...

"Prender o cara certo ou deixar a fila andar?".. eis a questão! rsrs

Celi Passos said...

Tô chocada!

Diz se vai dar curso de férias da disciplina

LTAnota1000 - Oficina de redação para blogs

Quero me iscrever ok?

E veja, ontem naquela sala com vc e Laisa foi realmente cômico! E ainda mais, ver aquela explosão de abacates e nuvens brancas tirando fotos! hahiuahuai

bjocas!

Colombina said...

Ah...tah solteiro de novo???
Que isso...
"Hoje acordei afim de dah sustos nas pessoas..."???

AAAh vai se lascar pra lá!!!
(isso não foi pra vc...)


Agora concordo com a Celi...
abacates e nuvens tirando foto = comédia.
Professor alucinado dando piti no meio do corredor = mais comédia ainda.

Sr.Farsante said...

kkkkkkkkkkkkkk
vc é muito foda moça

conseguiu acabar com um primeiro e eterno amor do cara so com um recado... vai ver era amor de pipoqueiro.

rsrsrsrs

ñ tem uma versão masculina desse livro ñ? to precisando urgentemente aprender a ser canalha.