.

Thursday, July 30, 2009

Há tempos

Tem um texto guardado em meus documentos, eu escrevi pra postar aqui. Mas ele trata de um assunto que eu nunca falo pra ninguém, só pra um único ser que não lê esse blog, então ele vai continuar guardado lá em meus documentos. Ai vocês pensam que é jogada de marketing, ou "porque falou se não vai postar cara pálida?", simples. Porque vou falar de como as vezes a gente engasga e não sabe falar de algumas coisas. Ou por não saber como , ou porque falar dói, lembra, futuca a tal ferida, ou porque tem vergonha, ou por tudo isso junto. Porque as vezes a gente finge que as coisas não aconteceram, ou não estão acontecendo pra que elas não nos machuquem tanto, mas não adianta. Lá no fundo, mesmo que a gente não perceba, as coisas que a gente faz são reflexos do que nos fere, como são do que nos faz bem. A diferença é que a gente admite o que faz bem... Complexo demais, deixa pra lá. Prometi tomar um porre.
"Descompaço e desperdício herdeiros são agora da virtude que perdemos
Há tempos tive um sonho
Não me lembro, não me lembro
Tua tristeza é tão exata
E hoje o dia é tão bonito
Já estamos acostumados
A não termos mais nem isso
E os sonhos vem, e os sonhos vão
E o resto é imperfeito..."
(Porque pra tocar nesse assunto, tem que ter Legião Urbana, sinto muito.)

4 comments:

Mel Andrade said...

"Disseste que se tua voz tivesse força igual à imensa dor que sentes, teu grito acordaria não só a tua casa mas a vizinhança inteira..."

Kesy said...

Hum... nem me lembre de quantos textos já escrevi e não postei... de quantas cartas que já escrevi e não enviei...
Mas eu acho que só de escrever, mesmo sem dar o destino que deveria ao texto, já é um exercício de alívio, sabe?

Beijos

Encosto de Bette Davis: said...

É sobre sexo? Porque sexo é uma coisa legal. E falar de sexo é mais legal do que falar sobre crises, e problemas sociais e etc... Eu descobri isso. aauhauhuhauah

BEiJO

Evelize said...

E cadê esse porre que eu não vi?
Aposto que vai esperar eu ir embora...