.

Tuesday, November 04, 2008

Porque todo mundo tem seus dias de Colombina

"Quando tenho Arlequim, quero Pierrot tristonho.Pois um dá-me prazer e o outro dá-me o sonho!
Nessa duplicidade o amor todo se encerra: um me fala do céu, o outro fala da terra.
Eu amo porque amar é variar e em verdade toda razão do amor está na variedade.
Penso que morreria o desejo da gente se Arlequim e Pierrot fossem um ser somente,
porque a história do amor pode escrever-se assim:
Um sonho de Pierrot...
...e um beijo de Arlequim."
( Menotti del Picchia)

Tem gente que te faz sentir feliz, que te faz rir o tempo todo, até quando fala de coisa séria. Tem gente que te mostra como é bonito ser carinhoso, e te faz sentir a criatura mais amada da terra.
Tem gente que sabe como se aproximar de você sem parecer pretencioso. E tem gente que te faz querer estar perto de qualquer forma.
Tem gente que faz loucuras por você. E tem gente que te deixa com vontade de fazer loucuras.
E tem gente que não tem nada a ver com essas gentes já descritas, mas que é culpada por você buscar as coisas diferentes...

Pra que ter um se dois já não me contentam?
É melhor ser dois se um não vale a pena
Quatro, cinco, seis,
O ápice nunca chega.
Quer-se sempre mais,
Mas o corpo não sustenta.
Como sentir saudade
Sem nem saber o que é isso
É como falar de cores
Sem nunca tê-las visto
Não quero mais, está bom o que eu tenho
Como escolher o que eu não conheço?
Quatro, cinco, seis,
O ápice nunca chega.
Quer-se sempre mais,
Mas o corpo não sustenta.
O tempo corrói tudo,
Menos a caixa preta.
(Pénelope)

3 comments:

Penélope said...

velho, quer saber?
Vc vai perder a aposta.
^^

Colombina said...

Oh....obrigada! Mais uma imagem para o meu banco de imagens da Colombina.

E não escreva textos assim...
minha cabeça fica confusa!!

hehehee

Sr.Farsante said...

bota confusa nisso...

O melhor é tirar proveito de cada tipo de pessoa, porque os finais são geralmente tristes então só nos resta aproveitar os meios.