.

Saturday, October 04, 2008

Sobre o amor, a versão de Duh

Bom, como eu já enjooei do tema e estou sem nada pra postar ainda...Pedi ao meu amigo
Arquiteto de Emoções (que eu amoooo) que escrevesse por mim...Na verdade eu até tenho o que postar, mas só o farei segunda..então aproveitem!



"Camões me ensinou que o amor é fogo que arde e não se vê, mas pouco me importa o que ele pensa, eu sou eu e prefiro seguir minha cabeça.
Amei tão pouco nessa vida que não me acho suficientemente capacitado para falar o que é o amor, ou o que é amar. Mas afinal, quem o é?
O amor já apareceu para mim como um comichão que vem do calcanhar até o peito, já o senti enquanto uma força arrebatadora que me fez super-humano, já me tirou todas as forças, me fez rir, me fez chorar. Já foi doce, amargo, com sabor de tutti-fruti e de limão, menta, salgado. Todos são o mesmo amor.
Meu amor é diferente de tudo isso, meu amor não se expressa com palavras, nem com imagens, meu amor é metafórico, metafísico e fenomenológico.
Camões não conhece meu amor. Nem Vinícius, nem Drummond, nem Clarice, nem nenhum dos autores que transformaram seu amor em letras. E aí é que está o problema. Eu também tento transformar meu amor em letras.
Só quem consegue entender meu amor é o bebê que ainda não sabe ler ou escrever, o analfabeto, o cego que jamais viu a cor da caneta, o estrangeiro que não conhece nada da minha língua ou do meu corpo.
Esse é o amor, esse inimaginável, esse conjunto vazio disposto a ser preenchido. É a fatia de bolo que jamais vai ser comida, é a sapatinha que nunca dançará, é a calcinha e a cueca que não serão vestidos para serem tirados com os dentes e a camisinha que não sentirá nenhum dos dois gozos.
Esse é o meu amor, o não correspondido, o inexistente, o depressivo-esperançoso que corta os pulsos quando é abandonado.
Vermelho certamente é sua cor, pois mais bela que ela não há.
Amar é se entregar completamente à uma loucura deprimente que, sinceridade? nos faz perceber o quão gostoso é sofrer.
Fim" (Duh)


ps.: Igor meu querido...vou postar o meme,..mas eh q to longe de casa e das minhas fotos de quando era criança..beijos!

3 comments:

~~ponto said...

Nheeeeeeeu! By me.

ImaGINE said...

perfeito.
não dá pra traduzir com palavras mesmo.


=*

ALICE said...

Eu só discordo de uma coisa:
nenhum amor é igual ao outro.
Amores são super diferentes.
Cada amor é um amor.
E se ama mais de um amo mesmo tempo, também. :)
Afinal de contas, sou sagitariana.