.

Sunday, October 14, 2007

O amor e as formigas


Era uma vez uma menina que olhava formigas na areia e as formigas andavam todas em fila carregando folhinhas verde pistache . E a menina olhava as formigas por causa do seu amigo, que também era vidrado em formigas e em folhinhas verdes pistache.De repente
Ela começou a se perguntar porque justamente naquele momento, em que ela poderia pensar sobre a estrutura organizacional da comunidade de formigas, pensara justamente no amigo em questão. Então percebeu que as formigas não importavam.Mas sim o amigo. E que pensar nele era bom...Era uma sensação que trazia paz...Porque ele era alguém que estava sempre perto...e que embalava o seu sono quando ela demorava dormir cantando as canções mais doces(sim eles se conheciam desde a infância e agora moravam num república). Pensou em como era estranho so perceber isso ali, daquele jeito, foi quando foi tirada de seus pensamentos pela porta que se abria.Era ele... O coração acelerou e ela tentava parecer natural mas foi inútil...Ele disse..."Estava te olhando de longe... não sabia que formigas te deixavam tão nervosa" e riu...Com aquele sorriso bobo de quando zoava com a cara dela. E ela pensou: ele ta zoando com a minha cara.Riu e disse : não são as formigas...é você. Ele fez uma cara de surpreso pois muito antes que ela se desse conta ele ja tentava ser o dono dos seus pensamentos...ficou vermelho..e disse: 'eu...mas...eh...eu fiz algo de errado...?'...pensou na cara de bobo que estava e ficou ainda mais vermelho...não conseguia entender o que estava acontecendo até que ela pegou sua mão, sorriu, e lhe deu um beijo no rosto.Soltou a sua mão e viu como ele ficava bonito vermelho. Tentava quebrar o gelo e disse: a gente se conhece tanto e tão bem não é? sempre soubemos os segredos e fraquezas do outro....sempre contamos tudo...e agora olhando formigas...de uma forma tão simples eu comecei a perceber algo que sempre esteve aqui...e nós nunca nos demos conta ... Eu te amo....e só quero fazer isso... acariciou o rosto dele...e deu-lhe um beijo doce e suave...tão suave quanto o amor que ambos carregavam consigo o tempo todo...e ele beijou-a, beijou-a como ha muito desejara fazer..e aquele momento inicialmente tão monótono tornou-se eterno e único!
FIM


Texto escrito com a Moça da Janela.

4 comments:

˙·٠••●ą мσçą dą ﻝąиєℓą • said...

foi legal fazer um texto pelo msn

XDD

Vinícius Freitas said...
This comment has been removed by the author.
ÍCARO GIBRAN said...

Nossa... vcs escrevem este tipo de texto como ninguém. Rsrs.
Adorei o texto feito pelo msn, ficou singelo, doce... agradável!
Beijoss!

Patinho Feio said...

- já que não posso ter a sorte desse "amigo" de ter encontrado alguém que o ama.
eu poderia ser uma formiga.
acho que teria mais emoção. =/

* especificando o comentário