.

Wednesday, September 26, 2007

Eu ainda sou uma contradição.


E hoje me ensinaram que tudo é contratual.Que na verdade não existe o amor, que tudo na realidade é a necessidade que se tem de ouvir eu te amo, de se dar as mãos pra mostrar aos outros que estamos de mãos dados.Me disseram hoje que tudo é assim.Eu não acredito nisso por mais fria que seja,por mais rebelde que seja.Eu acredito no amor!
Acredito que sim, representamos papéis o tempo todo, que somos feitos disso, mas representar o papel de pessoas que amam é lindo,é ser feliz.E afinal, o que é a felicidade? na Grécia antiga era gozar de boa saúde e ter o que comer.Hoje a felicidade é momentânea.É fragmentada.O que me faz feliz aqui pode não ter o mesmo significado daqui a uma semana.E assim são as coisas.Elas acontecem rápido demais.Se é feliz rápido demais,se ama rápido demais.Mas não é assim que deve ser?Ter as respostas certas nas horas certas, aproveitar, viver o momento com tudo o que ele te traz e não parecer um bando de nerds que apenas estudam o poder evolutivo dos mecanismos midiáticos.Talvez eu precise mesmo amadurecer a idéia de televisão e mídia.Talvez eu precise ser menos sonhadora.Talvez eu precisa sonhar mais , talvez eu ainda precise de você.

8 comments:

Senna said...

Agora sim, acho que você conseguiu entender a essencia de tudo o que eu sempre disse, sobre mim, sobre o assunto, sobretodos! Espero que tenho entendido!
Beijo Enorme !

Colombina said...

poxa....ia fazer o mesmo comentário do Senna aí em cima!! ou pelo menos algo parecido!
mas...droga...ele chegou primeiro!!
(rsrsrs...)

Bom...vc bem me conhece..
então td que eu poderia dizer depois dessa eh: "SIGAM-ME OS BONS!!"

Viviane Heleno said...

Agora é a MINHA vez : Você está LOUUUUUUUUUUUUUUUUUCA ?
ai caramba, enfim, eu não bem como você chegou ai na conclusão né Srtª Lego, mas acho que é como alguém já falou né? 'as perguntas mudam, as respostas não' !
Pense nisso. ;)
;*

Déa said...

Ser adolescente... É não saber, E se sabe, não compreende. Rsss Beijos e saudades, prima

Ψ Ŧéfi said...

Essa é a primeira vez que visito seu blog e gostei muito. Encontrei-a em um tópido de uma comunidade de blogs e comentei sobre o seu, tentando escolher o melhor post dentre tantos lindos, comeventes, excelentes, metafóricos, irônicos e tantos outros adjetivos.
Mas já que você fala de contradições... é difícil lidar com elas, que estão rpesente em todos os lugares inimagináveis. Basta abris os olhos para nos depararmos com elas, que são como luz forte demais, que cegam nossos olhos momentaneamente e nos fazem fraquejar. Ainda acredito, porém, que é melhor ver tudo o que podemos e conseguimos a viver na obscura ignorância. Como disse o genial filósofo Friedrich Nietzsche: "Aquilo que não me mata me fortalece".
Uma coisa é certa, melhor viver as contradições que a vida trás a esconder-nos delas. Melhor sofrer, perder a "terceira perna" (Clarice Lispector). Isso nos torna mais humanos!

Vinícius Freitas said...

Hum...
tudo bem, todos te elogiando e coisa e tal.
Um post muito bom, mas tô confuso.
Acho que não captei a essência.
Ainda tô esperando explicações.
=/

beeijo. ;**

Vinícius Freitas said...

Alguém disse "quando eu voltar de viagem"?
Aiin. que inveja de você.
Preciso viajar. Conhcer novos ares.
Boa viagem.
Vou esperar o comentário também, então!
E não esqueça da explicação.
beeijo. ;**

[?] said...

Bonito, Srtª!
Mas...
O amor é uma farsa...