.

Monday, July 09, 2007

Sobre despedidas


Hoje eu vi a menina subindo as escadas correndo e chorando.Fiquei ali parada me perguntando o que teria acontecido com ela.Antes de qualquer coisa,Vivih me disse o que tinha acontecido.Sabe como é,numa universidade a gente sempre acaba sabendo bastante da vida dos outros,ainda que isso seja uma coisa feia,é inevitável,as noticias correm e quando vc menos espera já ta ali,por dentro do babado.Mas como eu ia dizendo...A garota chorava assim porque uma grande amiga tinha ido embora,pra beeeem longe.Nossa,um filme veio em minha mente.Parece que eu vivo 'perdendo"as pessoas que amo.Na verdade,perco o convivio com elas, porque as pessoas que amo estão sempre comigo.Os meus amigos eternos estão sempre comigo,aonde eu vou.Claro que as coisas mudam na maioria das vezes,e a gente tenta se enganar que tudo está do mesmo jeito.Mas não tá.Quando o meu terceiro ano acabou me deu uma sensação estranha.Uma sensação de vazio.A mesma que vc provavelmente sentiu.Eles foram meus amigos e colegas e companheiros de farra desde a quinta série.Desespero.Cada um ia pra seu lado.Cada um ia seguir a vida,e a gente não sabia como ia ser depois.Lembro do meu professor de geometria.O mesmo que ministrou as aulas de geometria por longos seis anos , dizendo nos ultimos 20 minutos de aula do ano letivo que um dia a gente ainda ia chorar muito sentindo saudade.E que iamos nos arrepender de cada momento que não aproveitamos, porque aquela era uma época única de nossas vidas.Ele estava certo.Lembro de Marcelinho chorando e logo depois todos nós aos prantos.Lembro do meu desespero ao ver que a aula tinha acabado.E que agora era cada um por si.Lembro da nossa despedida,uma festa a fantasia.Lembro de que depois foi o fim.Lembro que depois fomos passando cada um no vestibular,ou seguindo pra outras cidades fazer cursinho.Lembro do meu período de ócio,esperando a faculdade começar e da companhia daqueles que eram meus companheiros de verdade,Kauyna,Dai,Tatá,Marcelin,Neto,Ramon,Caio,Buga,Juju.Foi pra eles que eu adiei o momento de dizer xau.Foi neles que eu pensei quando comecei a desencaixotar meus livros,fotos e cds aqui em Itabuna.Eu não sabia como ia ser.Eu não conhecia ninguém aqui.Sabe aquela sensação de precipicio?Senti falta dos meus primos,dos meus tios,da minha mãe,mas eu sabia que eles estavam ali.Que estariam sempre.E os meus amigos?Eles seriam eternamente meus amigos...Mas eu nem sabia quando ia conseguir reuni-los de novo.Eu sei que esse post ta enorme,mas agora não consigo mais parar de escrever.E foi assim que eu descobri que mesmo longe era impossivel esquecer deles.E nas férias a gente se reencontra.Obvio que algumas coisas moram.Cada um tem sua própria vida,cada um tá fazendo seu próprio mundo.Já tinha falado sobre despedidas aqui.Despedidas dolorosas,mas inevitáveis.É horroroso olhar pra sua vida e ver que o destino tá te sacaneando levando justo quem você quer por perto pra sempre.Eu busco dar valor a cada segundo com as pessoas que gosto.E torço todo dia pro destino ser meu amigo e não me levar mais ninguém.Porque por mais que seja "só" a distância,as coisas mudam e dói não saber como vai ser depois.Ah! a vida é uma aventura.É sim,mas é incrivelmente ruim não saber o tamanho do precipicio em que se está caindo.Não saber quantos "metros" nos separam do proximo encontro com as pessoas mais importantes da sua vida.

Texto grande né?nem sei se chegaram ao final.Mas o que importa?Ufa! saudade...

2 comments:

Colombina said...

eu li...
e li todo!!
e vi muita coisa que te falei nakele dia que vc tava dengosa e a gente tava conversando com tatá...

e é isso aí!!!
ainda bem que tudo muda!
pare e pense!!
delícia eh saber que mesmo com tanta mudança, algumas coisas continuam instransmutavéis! aí é quando descobrimos que valeu a pena....

bjo kekinha!!

Janaína Conceição said...

eu tb li todinho...

naum tenho muito o que comentar naum, ate pq toda a minha vida escolar resumiu-se a 2 colegios....e o povo eu vejo direto, ate quem naum keria...mas, despedidas?? ah deixarei todas as minhas lagrimas pra formatura e vcs guardem os sorrisos por se verem livres de mim.

estou guardando ainda muitas coisinhas pra aprontar ateh lah...heheh(risadinha maligna)...me aguardem!