.

Thursday, May 10, 2007

A inutilidade da arte tem nome :Kitsch


Texto escrito para a disciplina Estética da Comunicação de massa e postado aqui hoje pq hoje eu estou sem saco pra falar sobre eu mesma.Então,ai está uma resenha que provavelmente não é um icone de uma nota linda mas é o que eu consegui escrever nesses dias frios em que as Ruinas de Santa Cruz se tornam ainda mais frias.



Abraham Moles escreve sobre o fenômeno do Kitsch.Em primeiro lugar kitsch é uma expressão que denota a falta de utilidade da arte.É um fenômeno amplo e complexo,mas que o autor "esmiuça" no decorrer de seu trabalho.
Em seu texto,Moles revela o kitsch,apresenta-o como objeto real de nosso cotidiano.Um símbolo de uma sociedade consumista,onde a reprodutibilidade tornou-se comum.Ele segue a teoria de Platão,que condena a reprodução(as cópias do mundo).
O kitsch é ,deste modo,uma "forma patologica de arte",mas para que se compreenda isso com maior clareza tornou-se necessário diferenciar criação de produção.Criar é inovar e produzir é "copiar um modelo já existente de maneira mais ou menos automatizadas."
O kitsch está intimamente ligado ao consumismo,aos fetiches e à alienação.Oscar Wilde escreveu que toda arte é absolutamente inútil e que para que haja uma admiração verdadeira de um determinado objeto é preciso que este não tenha utilidade.Abraham Moles descreve o estilo kitsch de maneira semelhante.O kitsch tornou-se a arte do cotidianoe assume uma função de enttetenimento.Para o autor,o fenômeno incorporou-se ao cotidiano da sociedade de forma universal:"O Kitsch é permanente como o pecado."

4 comments:

Everaldo Netto said...

Huuum,digamos que os dias frios mexem com a gente...Uns escrever poesias,outros trazem experiências do dia a dia e vc Keka,um pouco desse mundo Kitsch de ser!!Legal,subiu p cabeça mas num bom sentido,num sentido de aprendizagem...Valeu!!

Amanda Maron said...

Resenha de Ricardo?
Desculpa, mas tô fugindo delas.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Keka, só pra vc ficar me dizendo todo dia pra ler seu blog eu criei o meu de vingança pra poder te pedir a mesma coisa.
kkkkkkkkkkkkkkkk

te adoro, iogurte de framboesa.

Colombina said...

ih....

eu vou ter q fazer um disso tb neh!?

:/

que saco!!

*esperando Quilombo Paradiso*

Melodramática... said...

Muita cultura pra mim....


Affie eu n tenho esse gene nãooo!