.

Thursday, April 12, 2007

MEDO DE CASAR!!!!!


Engraçado ver meninas da minha idade fazendo planos e sonhando na vida perfeita ,ao lado do namoradinho...Aiai...Tudo bem que sempre fui precoce e as vezes meio estranha,mas sei lá!Acho que passei dessa fase.Ou melhor..acho que pulei essa fase.

Ou talvez tenha incorporado o espirito feminista radical de vanguarda do sec XX(se é que isso de fato existe)que só se importa com carreira e trablho...o fato é que não quero me casar.

Descobri que tenho fobia a essa palavrinha sinônimo de uma vida normal.Casar ,ter filhos,separar,casar de novo.Casar ,ter filhos ou não,viver felizes para sempre.

É normal sentir medo?Medo de construir familia.Olha que estranho,eu a srta Pecinha de lego,a romantica das romanticas não querer se casar.

Trauma de infância?Talvez...Pena Freud ja ter morrido.

Sérá que uma festinha high tech de noivado dessas bem moderninhas me anima?

5 comments:

Janaína Conceição said...

Keka

Estou muito feliz de saber que mais alguém no mundo pensa como eu.

Feminismo extremo?!?

Talvez!!

Mas isso nunca nos impedirá de ser feliz..só o que não pode é ser piriguete a vida toda....não que você seja!!

kkk

Beijo

Everaldo Netto said...

Bom...Sou suspeito a falar,mas tudo com amor vale a pena,até um simples sorvete em dia de promoção...Bom,minha cara Keka,acho q o contexto faz o ser e toda sua forma de pensar,então esse medo será passageiro,pode crer.Acredite,desejo muita sorte e felicidades a vc,casada ou não...BJO!

colombina said...

eu prefiro pão de queijo1!!!

edson said...

Poxa vida!!!Estás confusa!!!

É pq vc ñ m conhece ainda se ñ tu irias mudar de opinião qto ao casamento...rsssss

Acho q uma festinha pode t animar,mas faltará algo fundamental...alguém como eu p/ser a pecinha de lego q se encaixa na outra pecinha,q se achava única,e formarmos um belo casal de pecinhas de lego...
"Q belezinha"!!!rsssss

Brincadeirinha,viu...

BJS,Srta.Érika Cotrim

Pati Rabelo said...

e eu achava q eu era doida.
penso igual e - juro! - não é gênero como alguns podem pensar.
parabéns pelo ótimo tetxo, erika!
beijo
pati